Tel.:

Compulsão alimentar

Você já sentiu uma vontade incontrolável de comer sem parar? Assim como o vício em bebidas alcoólicas, drogas e cigarros, há o vício em comida. Cada decisão que tomamos sobre alimentação é influenciada por forças mentais e fisiológicas que, muitas vezes, estão fora de nossa consciência e controle.

Quem sofre do Transtorno do Comer Compulsivo ou Compulsão Alimentar tende a comer quando está psicologicamente abalado ou sob pressão; ingerir uma grande quantidade de comida, mesmo quando não tem fome; esconder hábitos alimentares por vergonha; e sentir-se descontente com a aparência, peso e autoestima. 

Porque a compulsão alimentar acontece

Ao associar um sentimento positivo à comida, o cérebro pode fazer com que se desenvolva uma compulsão alimentar. Geralmente, este desvio alimentar descontrolado é ocasionado por fatores que nada tem a ver com a fome, como ansiedade, preocupações, insegurança.

É preciso identificar os gatilhos que levam à prática da compulsão, pois somente reconhecendo e nomeando o que leva ao descontrole você poderá encontrar meios de controlar está “fome”.

Segundo relatório da ONU e Opas, mais da metade do Brasil está com sobrepeso e a obesidade atinge 20% das pessoas adultas. Mas, a obesidade, que pode ser consequência de uma compulsão, não é a única questão com que devemos nos preocupar. É preciso ter em mente que tudo em excesso faz mal. Comer demais; se alimentar e jogar tudo pra fora (bulimia); não comer (anorexia); praticar exercícios em demasia; jogar; mentira (há pessoas viciadas em mentir); amar demais; etc.

Seja qual for a natureza da compulsão, ela desencadeia em nosso corpo, mente e espírito, a percepção que ele necessita de algo que, na verdade, pode viver sem.

Compulsão por doces

A compulsão alimentar, principalmente por doces, está muitas vezes associada a um desequilíbrio bioquímico. Esse desequilíbrio ocorre quando os níveis do cortisol estão muito elevados ou quando o neurotransmissor serotonina, responsável por agir no sistema nervoso central gerando a sensação de prazer e bem-estar semelhante a sensação causada pelo consumo de doces, está em baixa concentração, pois essas duas substâncias são responsáveis por grande parte da regulação do humor e ansiedade.

Uma das formas de reduzir a compulsão por doces seria aumentar os níveis de triptofano, através da alimentação ou pela suplementação do 5htp que é um neurotransmissor percursor da serotonina. Lembrando que todo tipo de reposição deve ser feita com o acompanhamento de um nutricionista capacitado.

Como tratar a compulsão alimentar

Há tratamentos que podem melhorar o quadro, como acompanhamento psicológico e supressores de alimentos, mas é imprescindível que se faça todo e qualquer tratamento acompanhado de uma reeducação alimentar e prática de exercícios físicos. Determine uma meta e se esforce para atingir seu objetivo.

Conscientização, planejamento e força mental podem ajudar a reverter a compulsão. Lembre-se de que é um tratamento multidisciplinar, logo, o acompanhamento terapêutico, para reconhecer que o gatilho é emocional, é fundamental.

Nós, da Lightchef oferecemos diversas opções de refeições saborosas, saudáveis e equilibradas que auxiliam na promoção da saúde e evitam a compulsão alimentar, confira!

LF comercio de alimentos LTDA - 20740357/0001-13

Rua Manuel Garcia 253 A - Casa Verde, São Paulo - SP

© Lightchef 2019 - Todos os direitos reservados

Faça seu login

Clique aqui caso já possuía cadastro na loja antiga ou se esqueceu sua senha Ainda não tem cadastro?
Clique aqui para cadastrar-se

Cadastre-se

Adicionar cartão

Alterar cartão

Carrinho
Carrinho vazio