Tel.:

Alimentação e saúde dos ossos

Após os 30 anos, a perda de massa óssea se inicia tanto para homens quanto para mulheres. As mulheres são as mais atingidas nesse aspecto por questões hormonais e sua velocidade é acelerada após a menopausa. Trata-se de um problema sério e que pode ocasionar o aumento do risco de fraturas graves e osteoporose.

O que comer para melhorar a saúde dos ossos

Medidas preventivas devem ser tomadas desde a juventude para evitarmos esse problema no futuro. Os cuidados com a alimentação são muito importantes. Alimentos saudáveis ricos em cálcio e vitamina D são bons aliados para a saúde óssea. A prática de exercícios também ajuda muito nesse quesito. E quais são esses alimentos?

Cálcio: Brócolis, Castanhas, Sardinha, Espinafre, Feijão, Mostarda, Quiabo.
Vitamina D: Salmão, Ovo, Fígado, Cogumelos frescos, Sardinha, Atum, Tilápia.

A vitamina D é muito importante na fixação do Cálcio nos ossos. Sem ela, esse elemento não é absorvido de forma satisfatória, causando prejuízos. O cálcio ajuda no processo de contração muscular, atividade neural, coagulação sanguínea entre outros. De nada adianta ingerirmos alimentos ricos em cálcio se nossas reservas de vitamina D estiverem baixas, porque ela funciona como um carregador para o mineral, evitando que ele circule livremente sem absorção. 

Manter uma rotina mais saudável ajuda não só na prevenção de doenças ósseas como as demais. Evitar vícios como tabagismo e alcoolismo também contribuem para uma melhor qualidade de vida. Além disso, cuidados como análise de histórico familiar, imobilidade, menopausa precoce, menarca tardia também devem ser levados em conta.

Por isso, focar na prevenção é o mais recomendado e esses cuidados devem se iniciar de preferência na infância. Quanto mais saudável for nossa alimentação desde cedo, menores são os riscos de desenvolvermos osteoporose. Por isso, invista em comida de verdade.

Osteoporose

A osteoporose é uma doença silenciosa e seus sintomas nem sempre são percebidos precocemente, podendo levar anos até o primeiro diagnóstico. É grave e pode surgir em decorrência do envelhecimento (desmineralização óssea) ou a partir do que chamamos de vias secundárias. Estas são ligadas diretamente a doenças crônicas ou do uso certos tipos de medicamentos como os corticoides. Entre seus sintomas estão dor nos ossos, diminuição da estatura e curvatura cifótica da coluna (corcunda), dor lombar e no pescoço devido a fragilidade dos ossos. Também é possível identificar a doença através do exame de densitometria óssea, que avalia a estrutura óssea. 

Como prevenir a osteoporose

Manter uma alimentação saudável é fundamental. Existem alimentos ricos em cálcio como o espinafre, castanhas, feijão, quiabo, mostarda, brócolis, sardinha, semente de gergelim entre outras opções. 

Outro ponto importante, é manter sempre altas as reservas de vitamina D. Ela é fundamental no processo de fixação do cálcio nos ossos. A carência dela faz com que o cálcio não seja absorvido de forma satisfatória.

Fígado, gema de ovo (orgânico), sardinha, cogumelos, atum, salmão possuem altas quantidades de vitamina D. Mas existe uma opção muito mais acessível de recarregar-se deste nutriente, que é através da exposição ao Sol. Tomar banho de sol durante pelo menos 15 minutos todos os dias garante boas quantidades de vitamina D no organismo. Ele é a melhor fonte disponível.

Nós, da Lightchef, oferecemos diversas opções de refeições saudáveis e ricas em cálcio e vitamina D, confira!

LF comercio de alimentos LTDA - 20740357/0001-13

Rua Manuel Garcia 253 A - Casa Verde, São Paulo - SP

© Lightchef 2019 - Todos os direitos reservados

Faça seu login

Clique aqui caso já possuía cadastro na loja antiga ou se esqueceu sua senha Ainda não tem cadastro?
Clique aqui para cadastrar-se

Cadastre-se

Adicionar cartão

Alterar cartão