O vegetarianismo tem subgrupos e todos com “níveis de privação” de fontes alimentares de origem animal até chegarem a privação em outros âmbitos como vestuário, ou seja, itens que vão além da  alimentação.

Os principais subgrupos, em resumo, são: ovo-lacto-vegetariano (pessoas que têm como fonte "animal" ovos e leite).

Outro subgrupo são os veganos, aquele que não consomem nenhum alimento ou produto em geral de origem animal (ou mesmo que tenha sido testado, gerando exploração e crueldade em animais).

O número de adeptos vem crescendo, já que há alguns estudos que mostram algumas complicações com o consumo EXCESSIVO de carnes, principalmente as ultraprocessadas e também os prejuízos ao planeta causados diretamente e indiretamente pelo consumo destes alimentos.

Porém, o que há de consenso é que uma rotina alimentar equilibrada e diversificada é a melhor forma de se alimentar.

Além dsso,  se  os desperdícios alimentares fossem menores (o Brasil está entre os 10 países que mais desperdiçam alimentos, com mais 41 mil toneladas por ano), os danos ao meio ambiente seriam reduzidos.

Ledo engano achar que só folhas e frutas são a base da rotina alimentar de um vegetariano!

Há inúmeras opções de variação de composição de refeições para este público, todas saborosas e nutritivas.

A ciência demonstra que há total condição de saúde e performance esportiva tão quanto para vegetariano ou para aqueles que também comem alimentos de origem animal.

Todos os nutrientes encontrados nos alimentos vegetais suprem as necessidades de todos. Ainda a diversidade com adequação nas porções será o melhor caminho, porém, não se esquecendo de conhecer a bromatologia dos alimentos e assim, com base nas necessidades de cada indivíduo, fornecer a composição alimentar adequada para cada perfil.

Não deixe de ter cuidado com a qualidade e quantidade de suas refeições.

Procure maneiras de gerar facilidade e pense que a praticidade de organizar as suas marmitas é fundamental para condição de regularidade em sua adesão, para assim, atingir o seu objetivo.

Cuide do seu templo que é o seu corpo e mente. A alimentação é o combustível para “essa máquina” se fornecer o errado ou insuficiente e também o excessivo vai ter problemas.

Com conhecimentos concluo que o importante é consumir o que precisa consumir de nutrientes ao dia, e existem inúmeras possibilidades de atingir essa meta diárias, com ou sem alimentos de origem animal.

Comentário Facebook