A dúvida destacada no título deste artigo acomete milhares de pessoas e não fica limitada às pessoas que são vegetarianas ou veganas, já que também desperta curiosidade de quem tem carne em suas refeições.

Antes de quaisquer explicações, é sempre bom lembrar que tudo em demasia faz mal.

Vale ressaltar que o leite escolhido foi o de soja, mas, hoje em dia, há outros tantos tipos de leites das mais diversas “fontes”.

Por isso, as informações que serão citadas abaixo são referentes a este leite, e não os demais, generalizando-os.

Evitando a parcialidade perante esse assunto, iremos dividir a questão em prós e contras, deixando o caminho livre para a sua interpretação e/ou tomada de posição.

Prós

. Excelente fonte de proteínas, o leite de soja tem outro grande trunfo: é rico em isoflavona, substância que ajuda na prevenção de alguns tipos de câncer;

. Ideal para pessoas que são tolerantes à lactose, isto é, para mais de 35% da população brasileira;

. Grande aliado de pessoas acometidas pela diabetes e colesterol alto;

. Tem menos gordura que o leite de vaca;

Contras

. Tem apenas 29,3% do cálcio “encontrado” no leite de vaca;

. Pode dificultar a absorção de minerais e aminoácidos;

. Não é recomendado para bebês e crianças com até 2 anos de idade.

 

Agora que você já tem os pontos positivos e negativos da soja, fica mais fácil de “dosar” a quantidade desse alimento.

 

Comentário Facebook